PROLETRAMENTO MATEMÁTICA VIRADOURO 2013

ESPAÇO DEDICADO A POSTAGENS DE TRABALHOS RELATVOS AO PROLETRAMENTO DE MATEMÁTICA DO MUNICÍPIO DE VIRADOURO - SP


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Fasciculo 3 tarefa 1,2 e 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Fasciculo 3 tarefa 1,2 e 3 em Ter Abr 24, 2012 7:38 pm

Esta aula resume todas as tarefas propostas neste fascículo pois ela foi realizada na classe do 3º ano I da E.M.E.F. “Dr Sandoval José de Almeida”

Dados da Aula

O que o aluno poderá aprender com esta aula

Através desta aula será possível, para o aluno, conhecer a dinâmica do seu ambiente escolar, e assim interagir melhor com ele. Sendo, futuramente, capaz de transpô-lo para o desenho e maquete, mostrando suas perspectivas. A construção da maquete permite trabalhar de forma visível e acessível os pontos de vista, perspectiva e projeção. De maneira simples, é possível que o aluno materialize seu espaço em um tamanho reduzido, aplicando então vários conceitos da temática geográfica.

Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Noções de espaço, localização e ponto de referência.

Estratégias e recursos da aula


Cada imagem e ideia sobre o mundo são compostas, portanto, de experiência pessoal, aprendizado, imaginação e memória. Os lugares em que vivemos aqueles que visitamos e percorremos, os mundos sobre os quais lemos e vemos em trabalhos de arte, e os domínios da imaginação e da fantasia contribuem para as nossas imagens da natureza, de tudo o que o homem constrói e dele próprio. Todos os tipos de experiências, desde os mais estreitamente ligados com o nosso mundo diário até aqueles que parecem remotamente distanciados, vêm juntos compor o nosso quadro individual da realidade. (MACHADO, 1999, p. 97).


1ª Aula: Conhecendo a Escola:

Percepção de paisagem

O espaço físico que a criança participa é de suma importância para a formação de suas concepções de vida, de desenvolvimento-aprendizagem e de todo o seu processo educativo como um todo, pois é neste local que ela desenvolve suas rotinas e, é a partir dele que ela conhece o mundo e pode atuar, como futuro cidadão, aqui, enfatizando-se o espaço escolar, mas não somente ele.

A Escola juntamente com sua sala de aula é um dos espaços cotidianos que a criança mais participa, partindo desse pressuposto é muito relevante o processo de auto-conhecimento da sua própria escola, de como é organizada, desenvolvida, suas funções e atividades recorrentes. Assim ela será o ponto de partida para possibilitar que o aluno conheça e reflita, posteriormente, sobre o mundo global, e sobre toda a universalidade que o rodeia, além das fronteiras escolares.

Assim, nas palavras de Travassos (2001), "a partir da percepção que os alunos têm do meio em que vivem é possível que o currículo da Geografia possa ser trabalhado de uma forma dialogada e interativa, caracterizada por uma constante troca de experiências, permitindo que os limites da escola possam ser extrapolados e que nossos alunos se tornem atores bio-psico-sociais capazes de adquirirem uma postura crítica em relação aos fatores naturais, científicos e sociais." Mas antes de ultrapassar qualquer fronteira, primeiramente é preciso conhecê-la.

Em um primeiro momento, o objetivo da aula é proporcionar ao aluno o conhecimento do seu espaço escolar, para que seja possível entender toda a dinâmica que existe por detrás da organização física.

Antes de construir a maquete, é necessário que ele desfrute seu ambiente e o vivencie de todas as formas possíveis, descobrindo outros trajetos diferentes, possíveis, ou até então, não valorizados. Assim, o passeio pela própria escola proporcionará tudo isso e será um recurso inicial e adicional para a construção da sua maquete.

Atividade Proposta:

O professor, juntamente com os alunos, irá conhecer o espaço cotidiano escolar, através da observação. Percebendo, então:

- Quais são os pontos de referência da escola;

-As áreas mais movimentadas ou consideradas mais importantes, tanto para o aluno quanto para o funcionamento da escola;

- Avaliar e perceber os diferentes caminhos físicos na escola, para se chegar ao mesmo destino. Ex: Refeitório;

- Observar as diferentes sequências possíveis do espaço. Ex: A ordem das salas;

-Perceber os vários pontos de vista existentes.

Logo após o passeio pela escola, a ideia é propor o desenho do espaço, mas não todo ele. O professor orienta seu aluno a escolher um determinado local da escola, pois futuramente, este local é o que será trabalho na maquete. O local escolhido foi a sala de aula O desenho tem o intuito, também, de perpassar todo o modo como o aluno compreende sua escola , o que valoriza, qual a sua perspectiva sobre tal, qual o referencial adotado, e ainda, de tornar visível o ambiente que mais se sobressaiu para ele.

Após o desenho, o professor discute e dialoga com a turma, sobre as diferentes propostas analisadas, sobre a importância do espaço escolar, suas funções e questiona quais locais lhe chamaram mais atenção e o porquê dessa escolha, pois ela será importante para a toda a preparação do trabalho posterior.



2ª Aula : Construção da Maquete

Segundo Almeida e Passini (2002) “a maquete serve de base para explorar a projeção do espaço vivido para o espaço representado.” Ela é a forma material de se trabalhar alguns conceitos da temática da geografia, proporcionando a ação do indivíduo sobre o objeto e, consequentemente, interferindo na sua formação e compreensão dos conteúdos e do mundo. Dá então a visibilidade e a conexão entre a ação do homem e o espaço físico.

Com a liberdade de construir sua própria maquete, o aluno analisa a questão espacial do ambiente, a ordem lógica da organização e realiza um planejamento próprio, podendo de forma prática e concreta analisar o porquê de certas ordens e aplicar conceitos, que por vezes são subjetivos.

O objetivo desta aula, é que de preferência o horário seja integralmente utilizado para o desenvolvimento e a construção da maquete. A proposta foi que a atividade fosse individualmente desenvolvida, pois o aluno terá a liberdade de escolher o espaço da escola; irá trabalhar com o melhor planejamento para a efetivação da atividade e irá experiências de forma singular o que ela significa para ele.

O professor deu significação ao desenho trabalhado, orientando o aluno a usá-lo como base e exemplo na maquete, auxiliando-o também nas dificuldades manuais recorrentes.

Atividade proposta:

• Escolher o espaço local analisado, que será usado na maquete.

A escolha recaiu com a sala de aula
• Orientar o aluno a observar, com seu trabalho e com o dos colegas, os espaços físicos da escola.
• Debater sobre a importância de cada espaço construído e sua significação para o aluno.
• Observar e comparar as dimensões bidimensionais e tridimensionais.
• Questionar o aluno sobre a atividade desenvolvida.


Perguntas para reflexão:

• Porque escolheu este espaço?
• Qual a sua funcionalidade/importância e significação para a escola e para o aluno?
• O que poderia ser modificado? Por quê?
• Este espaço poderia ocupar outra área dentro do ambiente escolar?


Materiais sugeridos:

Dentro da proposta do pró-letramento usamos os seguintes materiais

.

1. Caixa de sapato
2. Papelão
3. Caixa de pasta de dente
4. Palito de picolé
5. Palito de Churrasco e muitos outros




Assim, a reflexão que fica desta aula é que : " A Geografia é a ciência que estuda, analisa e tenta explicar (conhecer) o espaço produzido pelo homem e, enquanto matéria de ensino, ela permite que o aluno se perceba como participante do espaço que situa, onde os fenômenos que ali ocorrem são resultados da vida e do trabalho dos homens e estão inseridos num processo de desenvolvimento”. (CALLAI, 1998, p. 56 apud CAVALCANTI, 2002, p. 13)

Bibliografia de apoio utilizada:

* http://www.pluridoc.com/Site/FrontOffice/default.aspx?q=maquete

* www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8135/tde-14102004-153931/

SEMANA DO DIA 23 A 28 DE ABRIL

 

1. Executar traçados simétricos

Desenha a outra metade em simetria
 


2. Reconhecer direita e esquerda
Observa atentamente a figura e responde
.


 
O aluno está à _______________ do pai;

O balde está na mão ________________da auxiliar;

O pai está à _______________ da mãe;

A pasta está à _______________ do aluno.


3.
Completar sequências lógicas

Este conceito pode ser trabalhado usando os dias da semana, os meses do ano e o alfabeto

 



 

 

 

Continua as sequências
4.
Fazer labirintos
Observa a imagem. Assinala o percurso que o coelho deve fazer para chegar à cenoura
 
 


5. Distinguir letras de formas equivalentes

Agrupa por cores à tua escolha as letras iguais.

<P align=center>


b

q

b

q

b

d

b

q

d

q

p

q

b

q

p

q

b

q

b

p

b

d

b

b

b

d

b

q

q

q

p

b

q

q

p

b

b

b

d

b

q

b

d

b

q

d

q

d

q

b

q

d

q

b

p

b

p

b

q

b

p

b

q


6. Fazer a correspondência entre letras ou conjuntos iguais
Assinala as combinações iguais ao exemplo

<P align=center>


HNNHOPRTJ

226477990


<P align=center>


RTVGHYIO

RETPOUNGH

226477990

TIJOPILIP

HMMHOQHID

HNNHOPRTJ

TURNASDTE

JUTILUMIP

244865927

224978980

226389765

ERTOPYADE

HMMHOQHID

HNNHOPRTJ

HNNHOPRTJ

226828917

226477990

ERTAUYRAM

589621473

5487965214

HNNHOPRTJ

HNNFGTOPT

224978980

226477990

HNNHOPRTJ

HNNHTRGOI

HNNRTERPO

458973652

598326574

226477990

226477990

226477990

226477990

HNNHOPRTJ

224587931


7. Sopas de letras

Procura nesta sopa de letras o nome de 12 alimentos

<P align=center>


L

O

Ã

P

Z

N

U

I

N

E

V

Z

A

N

A

N

A

Z

I

O

G

U

R

T

E

M

A

T

S

A

Ã

Ç

A

M

E

R

E

A

P

O

S

S

A

L

E

A

B

A

T

A

T

A

Ê

P


Reescreve os alimentos

1__________ 2__________ 3__________ 4__________ 5__________ 6__________ 7__________ 8__________ 9__________ 10__________ 11__________ 12__________

8. Identificar letras

Assinala as letras p e a b na seguinte lista de palavras.

<P align=center>


balão

papoila

pacote

bombeiro

barco

papão

sabonete

sapo

sapato

sabão


9. Identificar o número de vezes que um elemento se repete

Identifica os elementos que se repetem. Assinala-os.

<P align=center>


?

"

$

!

§

%

?

#

&

8

?

*

?

+

-

8

?

X


«

>

8

?

/

<

?

@

?

£

{

[

]

}

?

8

?


10- Descubra a diferença


 

 
 
 
 
TRABALHANDO COM TANGRAM


 

Ao final da historia pergunte se eles conhecem o nome das figuras que você encontrou. Geralmente os alunos nomeiam com facilidade o triângulo e o quadrado (losango), já o paralelogramo, talvez eles não conheçam, sendo necessário você apresentar. Pode ser que os alunos apontem o quadrado como sendo um losango, mostre que realmente ele é um losango (quadrilátero com todos os lados de mesma medida), porém, como todos os ângulos são retos ele também é um quadrado.



Quem já conhecia esse jogo?

Qual é o nome do jogo?

Como se joga?

Será que o Tangram é uma invensão dos chineses?




 


 

 
 

Uma sugestão muito divertida e legal é apresentar os moldes, fornecer pedaços de cartolina colorida ou outro papel firme qualquer e deixar que eles criem seu próprio tangram:






 



 

. Uma sugestão: Pedir que montem um quadrado, utilizando as peças embaralhadas do tangram.

5. É uma idéia interessante sugerir que montem textos, utilizando o tangram. Ou seja, os alunos criam um pequeno texto e algumas palavras do mesmo são substituídas por figuras montadas por eles com o tangram:

Proponha a produção de uma história coletiva com figuras montandas com as peças do Tangram. Na produção dessa história, as crianças devem pensar nos personagens, o lugar onde acontecem as situações, as ações dos personagens. Lembre as crianças que a história deve ter uma seguência lógica. As crianças sugerem ações que se passam no início da história, os conflitos enfrentados pelos personagens e a solução final, ou seja, como termina a história.

 

 

 

 

Ver perfil do usuário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum